Guia roliço de Recife #caçadoraderangos / by Bruna Brandão

A melhor parte de almoçar em Recife é sempre pedir um caldinho antes, acompanhado de cerveja, é claro! O caldo de lá não é aquela cumbuca gigante com torresmo no estilo Minas Gerais, e sim um copo lagoinha com o caldinho mais leve pra servir de entrada pra quem tá brocado. Feijão é a pedida certa que tem em todo lugar, mas se tiver de siri, aratu, caranguejo ou camarão vai que é sucesso na certa! Pros corajosos, a maioria também serve de dobradinha, mas eu passo.

Segue uma listinha sincera de lugares que conquistaram meu estômago nessa terra marlinda!

Guia roliço de Recife

Tonhão

Sem dúvida o primeiro da lista e um dos primeiros também no meu coração ♥ Não saia de Recife sem experimentar o bem falado arrumadinho do Tonhão com charque acebolado bem crocante. Esse arrumadinho acompanhado de porção de macaxeira e muita manteiga de garrafa - diz que a cada entornada daquela manteiga dourada você perde duas horas de vida, mas vale a pena - é a receita pra uma tarde feliz! E claro, não segure a mão na cerveja por que lá a 600ml é 6 reais. Boa pedida também é a rabada e o chambaril. Pra você ter ideia, eu tenho uma lista dos meus três pfs favoritos do Brasil e o Tonhão é um deles. Os outros são o Bar da Leia ali atrás do Del Rey em BH e o Restaurante da Dona Beli no Vale do Capão #caçadoradepfs

 

Já falei que eu amo o Bar do Tonhão?

 

Arthur - Mercado da Madalena

Que tipo de pessoa você é na hora de servir feijão, a que põe mais bolinhas ou a que põe mais caldo? Minha mãe sempre me conta que quando eu era nenem ela separava os grãozinhos de feijão e que eu adorava comer um por um como se fosse uma pipoca, rs. Se você também é time bolinhas tem que provar a fava do Bar do Arthur, nada mais é do que um grãozão de feijão bem delicioso e sequinho sem caldo. Não sei se fava já é mais conhecida, mas foi a primeira vez que provei e fiquei alucinada com essa delícia. O prato vem ainda com quadradinhos de queijo coalho frito bem sedutores e charque desfiada. Eu ainda pediria e farofa de jerimun pra completar e deixar tudo bem perfeitão! Diz que o cupim recheado desse lugar também é uma coisa divina, experimento da próxima.

Detalhe: o Bar do Arthur não abre na segunda-feira, mas é cercado de outros restaurantes de pf bem dignos que abrem todos os dias.

 

Casa de Noca em Olinda

Lembranças do meu primeiro carnaval em Olinda. Sexta-feira e a gente ainda bem limpinha e cheirosa (raridade no carnaval escaldante) fomos nos deliciar na Casa de Noca. Nem sei se tem outra coisa no cardápio, mas eu não teria dúvidas em pedir a montanha de macaxeira com carne de sol e o tijolo de queijo coalho. E claro, todas as mesinhas ornamentadas com garrafinhas douradas de manteiga - use sem moderação.

*comi antes de tirar foto

 

Bar da Geralda no morro da Conceição

A galinha cabidela em Recife é quase a mesma coisa do nosso frango ao molho pardo. E o Bar da Geralda é o lugar pra se comer isso, e comer muito bem! Birosquinha das grades vermelhas que fica em frente a pracinha no morro da conceição, uma das comunidades da cidade. Molho grosso e delicioso pra fazer aquele cimentinho com farinha, e como siempre aquela cerveja trincando pra acompanhar.

*comi antes de tirar foto

 

Português do mercado da encruzilhada

O Mercado da Encruzilhada é um tesourinho de Recife, e dentro desse tesouro tem um outro que é o bacalhau do Bragantino. Restaurante português em pleno mercadão, o bacalhau suculento tem uns 3 dedos de altura e vem temperadíssimo todo delicioso com tomates, batata corada, cebola e azeitonas gorduchas. O pulo do gato é pedir pra trocar o feijão por pirão, ondéque já se viu botar feijão pra acompanhar um bacalhau desse todo trabalhado na finésse?!

Pra quem não for de almoço, bom também é pedir aquela cervejinha acompanhada dos bolinhos de bacalhau.


 

 

Ponto do Bonde - Mercado da Encruzilhada

Depois de almoçar no português, um cafézinho cai bem pra digestão. Cai melhor ainda se for acompanhado de uma fatia de cheesecake de queijo coalho com goiabada do Ponto do Bonde! Não precisa ficar com medo de explodir: os doces lá são servidos no peso, é só pedir o tamanho que você quiser pra acompanhar aquele expresso. Mas não pede fatia muito fina por que tudo lá é uma delícia e você vai querer repetir, rs. Experimente também o bolo de tapioca com leite condensado.

*comi antes de tirar foto

 

Reteteu

Quintalzinho delícia, mas dizem que no fim de semana dá até fila... então recomendo dia de semana, ou chegar cedo, ou paciência! Se joga na coxinha de costela com massa de macaxeira e maionese caseira, é bruta e deliciosa. Se tiver estômago tímido, rola até de dividir.

*comi antes de tirar foto

 

Mocó

Pro dia em que você acordar se sentindo ryca e esfomeada! Achei a vibe do Mocó meio parecida com a do Birosca de BH, um lugarzin aconchegante com comidas maravilhosas. É uma casinha no fundo daqueles corredores de casas que parecem vilazinhas urbanas na Graça. O dia que fomos lá tava bem cheio e o atendimento demorou um pouco, mas tudo valeu a pena pelo ossobuco com tempero de limão siciliano derretendo na boca. Gourmetzinho de leve, mas que vale o preço.

*comi antes de tirar foto

 

Ximxim da baiana

O Ximxim é bem delicinha, casa de shows simpática que rola altos forrózin. Acabei conhecendo o bar numa quarta-feira chuvosa em Olinda, o clima tava mais quieto e o pessoal da mesa ao lado pediu um acarajé enquanto a gente tomava uma. Boa pescoçuda de rangos alheios que sou, pedi um pra mim também e poxa, Salvador que me desculpe mas foi um dos melhores acarajés que já comi. Além de cumprir minha regra principal de acarajés, que é ter o bolinho frito na hora, a massa parece mais levinha e o bolinho não fica tão socado na goela.

 

Empório Sertanejo - queijo coalho com melaço

Me arrastaram pro empório depois de uma prévia na quarta-feira pré-carnaval. A melhor parte desse lugar é que é cozinha funciona até 5 da manhã ♥ lugar acolhedor para os passa fome pós folia! Um lugar no estilo Bolão do sta tereza ou o Chopp da Fábrica em beagá. O cardápio é extenso, mas eu nunca me engano em pedir o queijo coalho com melaço (aguei só de digitar essas palavras aqui). Pra quem curte doce + salgado, seguuura porque essa é uma das melhores misturas que existe nesse nosso querido planeta terra, e o plus é que as miga vegetariana adora!

*comi várias vezes e não tirei foto em nenhuma

 

Maltado das Galerias

image3 (1).JPG
image4.JPG

Já era minha quarta vez visitando Recife eu nunca tinha conseguido me programar pra conhecer o famoso maltado (carnaval tem suas prioridades, rs). Pois da última vez tirei uma tarde chuvosa para conhecer o Cais do Sertão e finalizar o dia com um belo lanche no As Galerias. A lanchonete já vai fazer 90 anos de tradição - começou quando um imigrante cubano chegou no Recife com a preciosa receita do maltado, que é mantida em segredo até hoje. Sorvete de creme, leite, malte e tudo que há de bom, o que faz esse milkshake cubano ser tão especial é ainda um mistério, mas atrai muita gente para essa simpática portinha no Recife Antigo. A dica é pedir o tradicional combo que é o maltado acompanhado do bolinho cubano com castanhas; não precisa ter vergonha de repetir, o pessoal do balcão já sabe do sucesso e tá sempre com um sorriso no rosto.

 

Pra comer água

tomar uma | chapar o melão | encher a cara

não sei se tem comida nesses lugares, mas das vezes que fui estava mais preocupada com os latão, a cervejinha e as birinaites

 

Rua do Central

É o equivalente ao corredor da baiana na savassi em 2010, ou o Maletta sempre. Pode chegar lá sozinha que você vai encontrar algum chegado sentado em uma mesa pra tomar uma. Bom também pra tomar a saidera.

 

Pina

Mineiro gosta de praia, e Bruna gosta de praia fuleira. A praia do Recife é Boa Viagem, e mais pro finalzinho dela tem os quiosquinhos do pina, chegando ali por Brasília Teimosa. Acho que pagamos 4 reais no latão de itaipava, mas cuidado que lá tem placa de tubarão.

 

Texas

Zona Last aumentada de Recife. Portinha que a galera bacana fica na rua. Sempre um djeizin legal.

 

Cubana!

Melhor festa de todos os tempos! Rola vez sim, vez não aos domingos, no Clube Bela Vista que fica no Alto Santa Terezinha. Música cubana/latina, galera riscando o salão e arriscando na salsa. Tem uns senhores bem pomposos de terno te chamando pra dançar, o pessoal arrasa no estilo Baile da Saudade em BH. Lá é até permitido comprar garrafa de montilla, pessoal vai dedicado! 600ml por 7 reais, mas o pagamento só em dinheiro.