Guia de aparelhagens de tecnobrega em Belém / by Bruna Brandão

© Bruna Brandão - Superpop na Metrópole

© Bruna Brandão - Superpop na Metrópole

Depois de muito perrengue pesquisando festa nas deepweb paraense, ou perguntando no boca a boca ali no ver o peso mesmo qual seria a folia da noite, pedindo dica pra todo taxista que rola e mandando vários zaps pros migo DJ, resolvi compartilhar com vocês um guia das principais aparelhagens de tecnobrega em Belém! Pra quem não sabe, minha fissura atrás dessas festas tradicionalmente paraenses começou lá em 2014, quando dei início às fotografias do Terremoto Sonoro, uma série fotográfica que busca registrar todo esse ambiente cósmico-louco-barulhento-explosivo das periferias de Belém. A pesquisa rendeu também um livro lindão que foi TCC do Fernando Dias, vocês podem ver um pouco aqui ou me chamar pra tomar um sorvete ou uma cerveja que posso mostrar o livro pessoalmente!

Esse guia é bastante valioso, tipo de informação que não é fácil de encontrar por aí (nem com horas no google) e que é fruto de dois anos dos meus corres em Belém atrás das aparelhagens, mas ainda digo que não deve ter nem um quinto do que realmente rola na cena tecnobrega da cidade. É muita festa, várias festas por dia, vários dias por semana. Só a terça-feira que é sagrada, muito difícil encontrar uma aparelhagem que toque numa terça, a não ser que seja véspera de feriado.

Bom, segue aí meu roteirinho básico pra quem quer passar umas boas noites no antro da tecnobregância fervida! Faço questão de lembrar que sou só uma curiosa de Minas Gerais tentando contar um pouco da cena, porque é certeza que é quase impossível mapear tudo que rola com o pouco tempo que conheço por lá. Boa parte das casas de show das aparelhagens são bem afastadas do centro da cidade, é um corre pra curtir um brega, mas vale demais a experiência bregapsicotrônica.

 

Crocodilo

@ Bruna Brandão - Crocodilo no Karibe Show

@ Bruna Brandão - Crocodilo no Karibe Show

Na minha opinião é atualmente a melhor aparelhagem, chama mais gente jovem e isso significa que toca mais tecnofunk que eu adoro! Da última que a gente foi teve desde sentada nervosa até jonathan da nova geração. Fui dar de gatinha na boca da aparelhagem e sai de lá surda por que uma hora explodiram os fogos da na minha cara e eu realmente cheguei a achar que meu tímpano tinha estourado. Depois de 5 segundos já tava rebolando ao som de boquinha do animal de novo, apesar de ter ficado umas duas semanas com o ouvido zumbindo, ficou tudo bem.

Rola muita competição entre as aparelhagens pra ver qual é a melhor, mais tecnológica e qual arrasta mais multidão. O Croco é a primeira que vejo conseguindo desbancar a Superpop, liderança dos fervo em Belém por muito tempo. É o crocodilo que traz muita gente pra fazer show junto da aparelhagem também, assisti crocodilo com MC Guimê, teve crocodilo com Catra e essa semana vai ter lá crocodilo com Aviões do Forró. Que festa!

Liderado pelo Dj Gordo e Dj Dinho Pressão, a aparelhagem é a cabeça prateada de um crocodilo que abre e fecha a boca soltando fumaça e deixando as desavisada que fica na boca do croco bem surdas e com o cabelo pegando fogo (eu).

 

Superpop

© Bruna Brandão - Superpop no Metrópole

© Bruna Brandão - Superpop no Metrópole

A Superpop foi a primeira aparelhagem que eu fui, e continuei indo muitas vezes porque o pop tocava todo dia e fazia uns festão gigante. Toda virada de ano tem competição entre as aparelhagens, a que toca mais alto e tem mais fãs fica no topo e “derruba” a outra. Pois, nos últimos anos o Pop sempre esteve por cima liderando, mas o papo que rola nos grupos de aparelhagem agora é que o Crocodilo vai derrubar o Pop dessa vez e eles tão meio fugindo desse embate. Babado!

Superpop é o Águia de Fogo, a aparelhagem é em forma de águia e cada ano eles tão com uma nave diferente e mais tecnológica. Liderado pelos Djs Elison e Juninho, é a galera responsável pelo grande bafão do DJ voando por cima do público e soltando fogos… parece coisa de outro mundo, realmente é! Confere o vídeo aí.

 

Ouro Negro

© Bruna Brandão - Ouro Negro no Cangalha

© Bruna Brandão - Ouro Negro no Cangalha

Uma das naves mais bonitas, não sei bem se é formato de alguma coisa, mas é bem lindona. O Ouro Negro é aparelhagem de brega marcante que tá na pista desde 92, ou seja, tem minha idade. Liderada pelo Dj Assayag que é migão da Gaby Amarantos, essa nave comanda os sons que mais marcaram os momentos do brega, geralmente aqueles hits de aparelhagem que bombaram lá pelo começo dos anos 2000. Adoro ir em aparelhagem de brega marcante porque a galera sabe cantar as músicas inteiras, rola uma vibe saudosa e os casais já começam a encher o salão dançando, coisa que não rola tanto nas aparelhagens que atraem o público mais jovem.

 

Rubi

© Bruna Brandão - Rubi no Karibe Show

© Bruna Brandão - Rubi no Karibe Show

Na mesma onda das marcantes, O Poderoso Rubi tem seguidores fiéis com uma nave vermelha maravilhosona que imita uma pedra preciosa de rubi. O sinal dos dedos formando dois v`s que imita a pedra do rubi é o sinal pra reconhecer a galera que cola com essa nave. Atualmente tá passando por algumas mudanças de Dj`s, mas mantem o publico cativo!

 

Tremendão/Treme Terra Tupinambá

© Bruna Brandão - Brega xonado no Tupinambá

© Bruna Brandão - Brega xonado no Tupinambá

Aparelhagem que já foi rainha da noite de Belém, agora conhecida como O Bravo Guerreiro Tupinambá. É ele que inspirou aquela música “faz o T, faz o T, faz o T, faz o T que eu quero ver” na voz da nossa diva Gaby, sendo que o T formando com os dois braços que identifica a galera seguidora dessa aparelhagem (boa parte das naves tem o próprio símbolo que a galera faz na hora de tirar fotos). Agora o Tupinambá circula mais com sua versão saudade, os bregas mais antigos que põe a galera pra girar no salão e me deixam babando no cantinho esperando o dia que vou aprender a dançar um brega nervoso.

 

Búfalo do Marajó - Carroça da Saudade

© Uchôa Silva/Agência Belém

© Uchôa Silva/Agência Belém

A primeira vez que fui pra Belém em 2014 o Búfalo ainda tocava muito na cidade, agora dizem que ele apresenta mais nos interiores e nas ilhas, e só a Carroça da Saudade que tá ficando por Belém. Eu sempre fui doida pra conhecer a carroça e não sei por que nunca dava certo de ir… Dessa vez consegui ir e apaixonei! Tem o verdadeiro espírito do baile de brega saudade, as músicas antigas, a galera mais velha se amando na dança, o salão lotado que não dá nem pra cruzar sem ser nocauteada por algum casal bregueiro dançando. E a nave é uma das mais lindas de todas! Um búfalo metálico todo refinado com os olhos vermelhos piscando, meio macabrão mas bem lindo.

Carroça da Saudade no Clube da Sintufpa

Carroça da Saudade no Clube da Sintufpa

 

Mega Príncipe Negro

© Bruna Brandão - Nave Mega Príncipe Negro no Florentina

© Bruna Brandão - Nave Mega Príncipe Negro no Florentina

Fui ver o Príncipe Negro só uma vez, mas foi uma noite maravilhosa! Domingão no lendário Florentina, clube de brega no Jurunas, foi um dia que colei com Maderito e a turma dele desde a chapação de tarde e fizemos um circuitão de brega nervoso. No dia teve show de algum mc de funk que me divertiu horrores e foi o dia que consegui fazer uma das fotos do Terremoto Sonoro que mais gosto. Não lembro muito bem da nave do Príncipe, mas lembro que achei parecida com a do Ouro Negro. Lembro que a sonzeira tava bem boa também, mas esse dia tava investindo no uísque no rolê então sei lá!

 

Brasilândia - O Calhambeque da Saudade

© Moisés Coelho/Aparelhagem das Antigas

© Moisés Coelho/Aparelhagem das Antigas

Ah, uma das minhas grandes tristezas é não ter visto o Brasilândia tocar ainda. O Calhambeque da Saudade tem a estrutura de um carrão amarelo e ainda mantem as colunas de aparelhagens antigas, as torres de caixa de som que são a coisa mais linda! Pouquissimas aparelhagens ainda mantêm essa estrutura das torres. O lendário Dj Maizena vai tocando as melhores de saudade de dentro do carro da aparelhagem. Minha próxima vez em Belém o Brasilândia vai ser minha primeira parada!

 

Mega Pank Som

© Bruna Brandão - Mega Panksom no Pompílio Acústico

© Bruna Brandão - Mega Panksom no Pompílio Acústico

Aparelhagem de porte pequeno/médio que tá crescendo cada vez mais! Conheci o Pank numa quinta feira que fui de bobeira ver o que tava rolando no Pompílio. Tinha pouca gente e deu pra trocar ideia com uma galera do pancadão sonoro. São vários djs do pank, mas os que lembro mais é do Marcos Farias que eu sigo no face pra assistir sempre uns vídeos de explosão de aparelhagem tipo essa.

 

--

Além dessas aí de cima tem o Siqueirão, MauroSom, Som Moraes, Badalasom, o Guerreiro Tuxaua de Barcarena, Cineral, Fox Safadão, Pop Saudade… é nave que não acaba mais! Os Belenenses que tiverem lendo esse post e acharem que eu cometi alguma gafe ou esqueci alguma aparelhagem mega importante, por favor deixa ai nos comentários, pois quero construir o texto de forma mais atenciosa possível! É muita aparelhagem e as que não fui, não tenho muita propriedade pra falar... Como eu já disse, são informações que não são fáceis de se encontrar por aí na internet, mas espero ter ajudado para cada vez mais gente possa conhecer esse movimento surreal de maravilhoso que é o tecnobrega em sua raiz